quinta-feira, 2 de junho de 2011

Amor Omnia Vincit

Era um frágil recém nascido. Prematuro. Os médicos não acreditavam que sobreviveria.
Necessitava de cuidados especiais. Precisou ficar na incubadora por muito tempo. Era muito pequeno e delicado.
Todos haviam perdido a esperança. O bebê veio ao mundo cedo demais, não tinha forças para enfrentar a vida.
As luzes se apagaram. Silêncio.
Ouviu-se um choro... alguns fracos sons vindos de onde o bebê estava. E como um milagre divino ele abriu os olhos e parecia querer respirar mais ar que seu pulmãozinho pudesse suportar. Estava vivo. Venceu sua primeira batalha.
O menino ganhou força. Em pouco tempo deixou o hospital e levava alegria por onde passava. Era um menino especial. Tinha luz e ternura. Seu nome: AMOR.
AMOR era um menino comilão e muito carinhoso. Adorava brincar de herói. Corajoso e forte, mantinha uma fé inabalável. Sorria sempre.
Às vezes caía na tristeza. Não suportava ficar sozinho. Sentia sempre muitas saudades... e fome. 
Adoecia às vezes. Trazia alguns problemas desde o nascimento. Mas não era mesmo um garoto comum, possuia um dom especial.
Certa tarde, em uma de suas brincadeiras, o AMOR foi esquecido por seus amigos em um vagão escuro de um trem abandonado. Anoiteceu, e ele, que não exergava muito bem, pisou em um pedaço do vidro quebrado que estava no chão. 
Sentia fome. E AMOR não poderia ficar sem alimento. Senão enfraquecia. 
Ficou sozinho, sentiu falta de casa, mas embora triste, o AMOR venceu a saudade. Mesmo no vagão escuro, o AMOR venceu o medo. Teve paciência para esperar o amanhecer. O AMOR venceu a dor do corte. Venceu a mágoa por seus amigos o terem esquecido. Amanhaceu... O AMOR venceu a distância de casa e foi.
É realmente um garoto especial. Forte. Mesmo com todos os obstáculos, o AMOR VENCE TUDO. 

5 comentários:

  1. Perfeito.... O amor vence tudo... e quando há derrotas é pq não era o amor, era um vulto... beijos lindonaaa

    ResponderExcluir
  2. O amor não tem barreiras, com ele tudo pode acontecer eu diria que esse sentimento é Deus dentro da gente...

    ResponderExcluir
  3. Fábulas da Fer...
    E ainda tem gente que me diz pra parar de esperar e acreditar.... parabéns, como sempre!

    ResponderExcluir
  4. Que orgulho desse menino chamado amor e dessa escritora chamada Fernanda.

    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  5. A Fer é maravilhosa. Pena que dessa vez, a intensidade do que foi dito não chegou até muito fundo. Não sei por onde anda esse garoto. Acho que eu e ele criamos algumas diferenças e somos desafetos.
    BEIJOS

    ResponderExcluir