sábado, 22 de janeiro de 2011

Mulheres...

(Baseado numa história real)
Depois daquela noite gostosa, ela não resiste e manda a pergunta matadora: "O que você sente por mim?" (Por que a gente não fica quieta de vez em quando, hein?)
E ele, óbviamente gaguejando:
"Ahh, eu gosto de você. Adoro quando a gente fica junto. Sabe aquele lance de dormir e acordar pensando na pessoa? E ainda por cima sonhar a noite inteira?
Aquela vontade de ouvir a voz, a saudade do abraço. É uma saudade besta, né? Mesmo te vendo a tarde inteira, a noite eu já sinto saudades...
Fico te procurando o tempo todo pela web. Esperando um torpedo, um email...
Toda música me lembra você. E eu fico torcendo pra gente se encontrar sem querer no meio do dia. Tipo, olhando pros lados pra ver se eu te vejo, sabe?
Não gosto quando você some e sinto ciúmes dos seus amigos.
Me dá uma vontade louca de te ligar em uns horários estranhos. E de ficar com você assim, abraçadinho, o tempo todo..."
Ela deu um sorrisinho tímido e um beijo de boa noite. Só conseguia pensar: "poooxa, ele não disse que me ama..."

É mulherada... a gente merece ou não merece uns tabefes de vez em quando?

8 comentários:

  1. É.. mas percebemos isso só quando perdemos essa atenção toda e o "ah eu te amo" vira rotina, sem vida e sem gosto...

    ResponderExcluir
  2. Nossa, sabe que tenho ate medo de um cara me falar isso.... acho q prefiro nem perguntar haha mas tem mulher q tem q apanhar msm

    ResponderExcluir
  3. Com um cadim de amor, compreensão, atenção e bom senso, a vida se torna uma linda comédia romântica.

    Texto perfeito, trenzim!
    Amei!
    Bjim.

    @ChrisRibeiro

    ResponderExcluir
  4. é isso mesmo!!! hahahahaha Mulher é quase sempre ingrata.

    ResponderExcluir
  5. De vez em sempre merecemos uns tabefes viu rs, adoreiii Fer é exatamente isso que acontece, bjão...

    ResponderExcluir