segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Uma franca conversa.

"Bom, vamos lá, há tempos queria ter essa conversa contigo. E será agora. É necessário, por favor, não me olhe assim.
Na verdade é difícil pra mim dizer tudo que penso, mas se não for dessa maneira podemos nos perder. Você pode não concordar, mas por favor, peço que me ouça até o fim.
Suas atitudes ultimamente, tem me surpreendido um pouco. Achava que te conhecia, mas descobri que muita coisa ainda pode vir daí de dentro que eu não faço idéia. Você magoou muita gente que te ama. Eu sei, também magoaram você... eu sei o quanto você sofreu e se feriu. Sim, eu sei que não está sendo fácil. Mas você poderia colaborar né? Não dá pra abraçar o mundo. Entenda que você nunca irá conseguir resolver todos os problemas de todas as pessoas. Não está conseguindo resolver nem os seus!
Cuidado com essa intensidade. Já reparou na quantidade de besteira que você fez por causa do seu jeito impulsivo?  Se controla. Segura esse coração, vai devagar nas loucuras. Poxa vida, você sempre foi tão consciente! Pode pôr tudo a perder com esses rompantes. Pense mais antes de agir, isso pode poupar muito sofrimento. Não é D.R., nem tô querendo dar lição de moral, só digo isso porque eu te quero bem.
Devo confessar que gostei que fez novas amizades, foi bom pra você. E também nunca te vi dedicar tanta paixão ao trabalho. Vai voltar a estudar também? Ótimo! Muito bom ver que tem pensado mais nos seus sonhos. Apenas tome cuidado para não esquecer de quem está ao seu redor ok? Ou ao menos avise essas pessoas que pretende se dar uma maior atenção nos próximos tempos. Você os acostumou mal, agora até entenderem que quer alçar vôos solos demora um pouco... Tenha paciência, eles terão com você também.
Vou te falar outra vez, aprenda a se amar! Mais do que qualquer outra pessoa. Isso não é egoismo, é a necessidade primária pra você levar a vida. Só assim você conseguirá o que quer e poderá ajudar os outros conseguirem também..."

E continuou falando por horas, sozinha, de frente para o espelho...

4 comentários:

  1. Nossa me vi nesse texto pela impulsividade e porque tenho mania de falar sozinha, ou de frente para o espelho, não é loucura, apenas gosto de trocar idéias comigo mesma da forma desse texto, falando umas verdades que preciso ouvir...

    ResponderExcluir
  2. Francamente, seu blog está lindo!

    Obrigada por me visitar!

    Desejo-lhe um 2011 cheio de tudo que é bom e positivo. Sorria sempre!

    Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  3. uau!
    não quis ver a foto no qndo estava no meio do texto pra não estragar a surpresa, qndo vi, meu deus!
    AMEI

    Maria(sem conta no google)

    ResponderExcluir