sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Mudanças.

Ele sempre ia àquele restaurante. E sempre fazia o mesmo pedido. Era fiel a tudo, ao garçom, à mesa, ao vinho... Até que um dia recebeu uma sugestão do cheff: um novo prato da casa extremamente exótico feito com um ingrediente raríssimo.

Soou um pouco estranho, afinal ele era um pessoa tradicional, não tinha o hábito de experimentar coisas novas, mas devido à bela aparência e ao agradável perfume do tal prato, aceitou degustar um pouco.
Eis que o cliente tem uma surpresa: a iguaria era realmente deliciosa! O sabor, a textura... diferente de tudo que já havia provado.
Passou a jantar todas as noites naquele restaurante. Pedia, claro, seu mais novo "vício gourmet" como ele mesmo havia denominado. E presenteava seu paladar com a delícia "excêntrica". O prazer que ele sentia ao levar uma pequena porção à boca, parecia o levar ao nirvana. Sim, ele flertava com aquele prato de comida à sua frente.
O tempo passou, e o cliente fiel passou a notar uma certa diferença no prato. Algumas vezes o aroma não era tão intenso, outras vezes o sabor não era tão marcante. Já não sentia mais todo o exotismo quase que sensual passado pela iguaria.
Foi quando decidiu perguntar ao garçom, o que havia mudado na elaboração do prato. Não estava como antes, isso era um fato. Seria o tal ingrediente raríssimo que estaria em falta? O garçom, por sua vez, contou que o antigo cheff havia se mudado e com isso o restaurante precisou contratar outro profissional. Mas explicou que o cheff atual tinha até mais qualificações e experiências do que o anterior, portanto a mudança no paladar do prato com certeza seria para deixá-lo ainda mais refinado.

Era a resposta que precisava. O antigo cheff saiu, o coração da cozinha foi embora. E quando um coração vai embora, pode vir milhões mais sabidos que nunca ocupará o lugar do que partiu. Pode se passar a receita, ensinar o modo de fazer, mas nunca, jamais o novo coração reproduzirá o mesmo gosto.

"Há momentos, em que é preciso mudar o prato. Ou o restaurante..."

Big kisses!

4 comentários:

  1. Há momentos que é necessário mudar tudo, mas e o medo, e o costume de estar sempre ali, adorooo seus textos Fer, vc tem uma forma sútil de descrever as realidades da vida, bjocas...

    ResponderExcluir
  2. A Shirley tirou as palavras dos meus dedos rs
    Tem vezes que vc come do mesmo prato mesmo não gostando por medo de mudar..
    Fomos ensinadas que um dia encontrariamos apenas 1 prato perfeito.

    ResponderExcluir
  3. Tudo o que tenho a fazer é concordar!

    Beijoooo.

    ResponderExcluir
  4. Pois é... arriscar às vezes e mais do que um capricho, se torna uma necessidade. Meu conselho? Não tenham medo, pois a vida nada mais é que erros e acertos, e as lições e sensações que levamos destes! Adoro seus textos Fer! Parabéns!

    ResponderExcluir