quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Enquanto ele dormia...

Eu adorava vê-lo dormir. Não sei por que, mas adorava. Era um sono cândido e simples. Um momento que o homem forte, se transformava em um menino frágil. Aquilo era tão lindo.
Ele virava de lado, elevava um pouco a cabeça e colocava uma das mãos embaixo do travesseiro. Suas pernas às vezes se entrelaçavam, não gostava muito de cobertor.
A sua respiração tinha um cheiro bom. E seus lábios ficavam levemente fechados, quase esboçando um sorriso. Os cabelos desarrumavam e formavam uns cachinhos engraçados.
Ele dormia rápido. Mal começávamos conversar e ele pegava no sono. E eu gostava disso. Esperava o dia todo pra ver aquele homem dormir, tão entregue, tão humano, tão meu...
Às vezes ele se virava pra cima e mexia um pouco no rosto. De vez em quando despertava e me flagrava velando seu sono. Me olhava com aqueles olhos castanhos semi abertos e não dizia nada, só sorria e voltava a dormir. E eu ali, só olhando e pensando que meu mundo inteiro batia dentro daquele peito.
Aproveitava cada minuto pra admirar toda a geografia dele. Descobri detalhes tão bonitos. As marcas do tempo já estavam em seu rosto, a pele era tão macia e os pelos do corpo pareciam estrategicamente posicionados, adornando-o. Como era bom sentir o ar quente daquela respiração. Era como meu oxigênio pra respirar também.
Amanhecia... eu me pegava acordando sozinha na cama. Mais um dia de espera... esperar anoitecer pra eu ver de novo o sono mais lindo desse mundo...  

4 comentários:

  1. Putsss, que lindo Fer !!! Deu até vontade de se apaixonar....mas já passou. hehehe.... Amei texto !

    ResponderExcluir
  2. puts, que lindo... sei bem o q eh sentir isso.. ainda q por pouco tempo...

    ResponderExcluir
  3. Lindo Fer.. como disse o Thi, deu até vontade de se apaixonar... passou, passou!! rsrsrs beijosss

    ResponderExcluir
  4. Que perfeito Fer ameiii, continue escrevendo sempre e um feliz 2011, bjocas...

    ResponderExcluir